Configuração e Mobilização Familiar nas Escolas Estaduais de Educação Profissional: entre disposições, escolhas e motivações (Dissertação de Mestrado em Sociologia)

Autor: Harlon Romariz Rabelo Santos

Resumo:

Esta dissertação apresenta resultados de uma pesquisa sobre a configuração e mobilização familiar no contexto das Escolas Estaduais de Educação Profissional no Ceará (EEEPs). Essas escolas surgem a partir de 2008 orientadas por uma política educacional de promoção do ensino médio integrado à educação profissional. Tais escolas aparecem de forma singular entre as já existentes escolas públicas estaduais por possuir seleção de discentes e docentes; currículo, estrutura física e orçamento diferenciados; turno integral; dupla certificação ao final (ensino regular e curso técnico); oferecem estágio remunerado; e, apresentam um perfil de alunado com melhores condições socioeconômicas que a média dos alunos da rede pública estadual. As EEEPs também apresentam melhores resultados nas avaliações externas e figuram positivamente no imaginário de muitos alunos e famílias cearenses que demandam por escolas que ampliem as suas chances competitivas, tanto em relação a vida profissional quanto ao acesso ao ensino superior. Por serem os fatores familiares muito impactantes na dinâmica e desempenho escolar, decidiu-se analisar o perfil sociológico das famílias dessas escolas, bem como as mobilizações parentais. A pesquisa ocorreu entre 2015 e 2016 e se iniciou com uma análise histórica, legal e contextual sobre o modelo dessas escolas; seguida por uma análise descritiva de dados educacionais gerais das escolas públicas cearenses, por meio dos microdados do Questionário Socioeconômico do ENEM; e contou com entrevistas exploratórias com coordenadores e familiares de três dessas escolas. Em seguida, foi realizada uma pesquisa de campo em duas EEEPs localizadas em Fortaleza. Essa pesquisa de campo se deu por meio de observações diretas, com aplicação de amplo questionário aos alunos e com entrevistas semiestruturadas à um grupo de pais/mães. A discussão situa-se teoricamente entre as perspectivas disposicionais e a teoria do ator racional, buscando integração de análise. Os dados e a perspectiva teórica adotada permitem concluir que as famílias das EEEPs apresentam um perfil sociológico diferenciado das demais famílias das escolas públicas regulares; que as escolhas, motivações, expectativas e estratégias dos alunos e de suas famílias formam um fator de impacto sobre a dinâmica e desempenho escolar das EEEPs; e que a entrada e permanência nessas escolas são marcadas por um modo específico de como pais e alunos consideram o modelo da EEEP diante do quadro geral de oferta escolar, onde os valores e motivações são descritores das estratégias de escolarização adotadas e da mobilização familiar que visa uma melhor inserção educacional e socioprofissional dos filhos a curto e longo-prazo, indicando que há uma hierarquização escolar complexa mesmo dentro de um mesma rede de ensino.

Acesso em: Repositório UFC

 

Anúncios

Leave a Reply | Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s